Agendamento WhatsApp
Tour Virtual
Rua Quirino dos Santos, 72 - Barra Funda Tel: +55 11 3393 3030

Como acompanhar o Benefício Emergencial? 5 perguntas e respostas

13/05/2020

Benefício Emergencial (BEm) tem como objetivo minimizar impactos da Covid-19 no emprego

Por Marcela Franco

O Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e Renda (BEm) é um programa do Governo Federal para minimizar impactos econômicos da pandemia da Covid-19. O BEm é diferente do auxílio emergencial, que é uma ajuda financeira a trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), contribuintes individuais da Previdência Social e desempregados. Enquanto isso, o BEm é destinado a trabalhadores com carteira assinada que fizeram acordo com o empregador pela Medida Provisória (MP) 936/2020, para suspensão temporária do contrato de trabalho ou redução proporcional da jornada e do salário. Aplicativos para Android e iPhone (iOS) permitem acompanhar o auxílio pelo celular.

É possível acompanhar o Benefício Emergencial por meio do aplicativo CTPS Digital, e ter acesso ao pagamento pelos apps Banco do Brasil, Caixa ou Caixa Tem. Trabalhadores intermitentes também têm direito a participar do programa. Confira, na lista a seguir, cinco perguntas e respostas sobre o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego (BEm).

1. O que é o Benefício Emergencial (BEm)?

 

O Benefício Emergencial (BEm) faz parte do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda. A iniciativa do Governo Federal busca oferecer um amparo econômico para trabalhadores com carteira assinada que tiveram seus contratos suspensos temporariamente ou sofreram redução proporcional das jornadas de trabalho e dos salários devido à pandemia da Covid-19. O valor do auxílio é calculado a partir do seguro-desemprego e pode ser pago por até três meses.

 

2. Como receber o Benefício Emergencial?

 

Cabe ao empregador solicitar o BEm junto ao Ministério da Economia. O trabalhador deve apenas informar em qual conta deseja receber o benefício, na Caixa ou no Banco do Brasil. Caso a pessoa não tenha conta em um dos dois bancos, será aberta uma Poupança Social Digital na Caixa. O pagamento será feito automaticamente pelo governo.

 

3. Como acompanhar Benefício Emergencial?

 

É possível acompanhar o Benefício Emergencial utilizando o aplicativo da Carteira de Trabalho, o CTPS Digital. Baixe o app e faça o login ou um cadastro, caso não possua conta na plataforma do governo. O usuário também precisa autorizar o uso de alguns dados pessoais pelo software. Ao acessar o aplicativo, é possível encontrar informações sobre o BEm na aba "Benefícios".

 

4. Como movimentar o Benefício Emergencial?

 

A movimentação do BEm pode ser feita pelos aplicativos Caixa, Banco do Brasil ou Caixa Tem, a depender de qual conta foi indicada para receber a quantia. Os apps permitem realizar pagamentos, transferências, visualizar saldos, entre outras funções. Quem não tiver conta na Caixa ou no BB terá aberta automaticamente uma Poupança Social Digital e poderá movimentar o Benefício Emergencial pelo app Caixa Tem.

 

5. Como calcular o Benefício Emergencial?

 

É possível calcular o Benefício Emergencial por meio de uma ferramenta da Confederação Nacional da Indústria (CNI) no endereço (www.portaldaindustria.com.br/canais/industria-contra-covid-19/impacto-economico/#anchor-simulador). O site conta com uma calculadora que simula o valor do pagamento com base nos três últimos salários pagos pelo empregador e no percentual de redução salarial. Os trabalhadores intermitentes têm direito a receber R$ 600, sem a necessidade de realizar cálculos.


 

Fonte: TechTudo

As notícias publicadas e reproduzidas nessa plataforma são de inteira responsabilidade de seus atores (citados na fonte). Dessa forma, os mesmos não traduzem necessariamente a opinião da Advocacia Trabalhista Bor