Agendamento WhatsApp
Rua Quirino dos Santos, 72 - Barra Funda Tel: +55 11 3393 3030

Trabalhei na empresa no dia das eleições, quais são meus direitos?

08/10/2018

O voto é um direito e ao mesmo tempo um dever do cidadão. Dessa forma, por um lado, o empregador não pode impedir seus funcionários de exercer esse direito. Por outro, independentemente de sua vontade, o empregado, ainda que trabalhe no dia da eleição, tem o dever de votar. Se o horário de trabalho do empregado coincidir com o período de votação, a empresa é obrigada a liberar seu funcionário para votar.

A lei não estabelece quanto tempo deve durar essa liberação, mas ela deve ser o suficiente para que o trabalhador possa exercer seu direito, considerando o trajeto de ida e volta e, inclusive, eventuais filas ou imprevistos.

VOTAÇÃO: pesquisas eleitorais devem ser analisadas com cautela / Ueslei Marcelino/ Reuters 
(Ueslei Marcelino/Reuters)

Mesmo se o local de votação do trabalhador for distante do lugar de trabalho, a empresa deve obedecer essa regra. Se, porém, for possível cumprir sua obrigação eleitoral fora do horário de trabalho, o trabalhador deverá exercer seu voto antes ou depois de sua jornada. Além disso, não pode haver nenhum desconto na remuneração do empregado pelo período que ele se ausentou para votar.

Também não pode ser exigida compensação por esse tempo. Ressalta-se que impedir ou embaraçar o exercício do voto é crime eleitoral punido com detenção de até 6 meses e pagamento de multa.

 

Fonte: Exame