Governo prorroga prazo para sacar abono; 1,2 mi ainda não buscou dinheiro

11/07/2016

Os trabalhadores ganharam mais alguns dias para poder sacar os R$ 880 de abono do PIS/Pasep de 2015. O governo anunciou nesta sexta-feira (1º) que o dinheiro poderá ser sacado entre os dias 28 de julho e 31 de agosto.

O primeiro prazo dado pelo governo tinha terminado na última quinta-feira (30).

Segundo o Ministério do Trabalho, cerca de 1,2 milhão de pessoas ainda não foram buscar o abono. Com os dias a mais, o governo espera que ao menos 300 mil trabalhadores consigam realizar o saque, somando R$ 264 milhões no total.

Foram pagos mais de R$ 18 bilhões a 22,27 milhões de trabalhadores até agora. “O abono salarial é um 14º salário direcionado ao trabalhador de baixa renda”, afirmou o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.

Quem tem direito? O benefício é pago aos trabalhadores que receberam, em média, até dois salários mínimos por mês em 2014. É preciso estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter trabalhado por pelo menos 30 dias em 2014. Além disso, o patrão tem que ter informado os dados do trabalhador corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), do Ministério do Trabalho.

Qual o valor? Um salário mínimo.

O que acontece com o dinheiro não recebido? Os valores que não são sacados até o final do prazo vão para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), um fundo vinculado ao Ministério do Trabalho e Emprego e responsável pelo pagamento do seguro-desemprego, por exemplo.

Onde sacar o dinheiro? O PIS (Programa de Integração Social) é para trabalhadores de empresas privadas e deve ser sacado na Caixa, enquanto o Pasep (Patrimônio do Servidor Público) é para servidores públicos, e deve ser sacado no Banco do Brasil.

Mais informações: pelos telefones 158, 0800-7260207 (Caixa) e 0800-7290001 (Banco do Brasil).

Abono de 2016 começa a ser pago em julho

O governo divulgou na quarta-feira (29) o calendário de pagamento do próximo abono salarial. Novamente, nem todos os trabalhadores vão receber o dinheiro em 2016. Quem nasceu de julho a dezembro recebe o benefício neste ano; os nascidos entre janeiro a junho receberão no começo do ano que vem.

Confira as datas de pagamento clicando aqui.

Fonte: UOL Economia